Inspire-se

Lembrei de uma coisa que eu queria te dizer…

27/04/2020

Oi, aqui é a Claudia, da Casa de Turismo. Tudo bem?

Semana passada mandei um email contando um pouco sobre o que nós, agentes de viagens, estamos encarando esse momento. Foi um misto de desabafo e esperança. Eu nem esperava respostas, e fiquei surpresa com tanta gente que me ligou ou mandou mensagem comentando o que eu escrevi.

Tanto que aqui estou eu, enviando mais uma mensagem. É que semana passada aconteceu tanta coisa que a gente mal teve tempo de comemorar o Dia do Agente de Viagens. Foi na quinta, dia 22. Curioso o nosso dia cair justamente em meio a uma pandemia, quando não tem ninguém viajando… será que no Dia Nacional da Venda de Viagens Online ainda estaremos em quarentena? Opa, peraí… existe esse dia?

É claro que é uma brincadeira. Esse dia não existe (pelo menos ainda), porque a homenagem do dia 22 de Abril é para pessoas de carne e osso, como eu e você. É para esses profissionais que sentem na pela a emoção de fazer uma viagem, conhecer lugares novos, e o prazer que dá quando indicamos tudo isso para alguém que vai viajar também. Trabalhar com viagens é uma atividade diferente. Só consegue trabalhar no turismo quem gosta de viajar. E quem gosta de viajar, sabe muito sobre viagens.

Sim, a internet está aí, oferecendo pacotes e pacotes para quem quer viajar por si só, por tarifas incrivelmente acessíveis (que às vezes viram dor de cabeça). E não há nada de mal nisso. Quem gosta de virar as noites atrás das ofertas malucas de companhias aéreas, ficar horas pesquisando dezenas de blogs com dicas e hotéis, pode continuar viajando assim. Tem espaço para todo tipo de turista no mundo (e vai continuar tendo quando a pandemia passar).

Mas isso é basicamente o que faz um agente de viagens. E o melhor: em grande parte das vezes, conhecendo de verdade o lugar, porque estamos sempre viajando para vários lugares. Ou seja: conversando com um agente de turismo, você vai direto na fonte do conhecimento e economiza um tempo enorme. E você sabe: tempo é dinheiro.

“Ah, mas comprar a viagem direto pela internet é mais barato”. Pode até ser. Mas será que vale o risco? Ter um carro sem seguro também é mais barato. Mas vale a pena? Ok se você gosta de pesquisar os voos direto no site, mas você gosta de ficar pendurado no atendimento se tiver que trocar a passagem?  Isso sem falar em outras situações que podem acontecer, desde perda de bagagem até um pé torcido. É sempre o seu agente de viagens que vai resolver isso pra você.

A diferença é basicamente essa: quando você precisar de um atendimento durante a viagem, vai querer conversar com um robô que sabe seu CPF, ou com alguém que sabe o seu nome?

Ah, eu quase ia esquecendo do mais importante em contar com um agente de viagens: você pode ligar a qualquer hora do dia ou da noite, nem que seja só para bater um papo. Inclusive agora: meu WhatsApp segue o mesmo: 51 99971.2204.